28/04/2017-Mooca: o bairro com alma de imigrante

Compartilhe: Facebook Twitter Google Plus

Um dos bairros mais antigos da capital, a Mooca mantém as tradições dos primeiros chegados, mas abre caminho para mudanças.

O REI DOS ACEPIPES
Em 1959, então recém-chegado ao bairro, Elídio Raimondi fundou uma das mais respeitadas instituições mooquenses. São-pau lino, ele forrou as paredes do bar que leva seu nome com camisas de futebol e fotografias de balonismo, duas de suas grandes paixões.

O bom papo do dono e o chope de colarinho cremoso conquistaram fregueses como José serra, nascido e criado na região. Ficava sob os cuidados de seu Elídio a farta bancada de acepipes vendidos por quilo, com mais de 100 opções. Desde a morte dele, em 2012, suas três filhas assumiram o controle do bar, que ganhou ares bem mais arrumadinhos após uma reforma. A casa tem ainda uma filial no Mercado Municipal.

Reportagem na integra:
http://vejasp.abril.com.br/cidades/mooca-destaques-curiosidades/

Via VejaSP

VOLTAR