10/02/2017-Elidio Bar está entre os melhores bares com balcões de acepipes.

Compartilhe: Facebook Twitter Google Plus

Qual o melhor balcão de acepipes da cidade?

A cidade de São Paulo conta com vários endereços que mantém um balcão de acepipes colorido e repleto de boas receitas para acompanhar a botecagem. Selecionamos seis deles para o teste “melhor de seis” e o Tiro Liro saiu na frente. Confira a avaliação dos críticos de VEJA SÃO PAULO.
 

Bar do Juarez

Número médio de petiscos: 40

Preço (quilo): R$ 114,00

O que serve: com pão italiano de acompanhamento, enfileiram-se na bancada refrigerada gostosuras como ovo de codorna temperado e salame ardidinho. Pena que o preço seja um dos maiores desta seleção.

Ambiente:os azulejos brancos e azuis nas paredes ajudam a dar o saudoso ar de boteco chique.

 

Bar do Luiz Fernandes

Número médio de petiscos: 55

Preço (quilo): estimado em R$ 70,00. Os itens, na verdade, são cobrados por unidade e custam entre R$ 1,00 e R$ 6,00.

O que serve: tem a vantagem de cobrar por item. Ou seja, a depender da escolha, dá para petiscar gastando pouco. Encontram-se embutidos, queijos, alcachofra e sardinha, às vezes um tanto salgada.

Ambiente: o bar do casal mais querido da ZN, Luiz e Idalina, tem mesas de plástico e estilo simples.

 

Bar Quintal da Mooca

Número médio de petiscos: 15

Preço (quilo): R$ 75,90

O que serve: mereceria uma variedade maior de itens, mas os servidos estão sempre frescos nas travessas. Há petiscos como copa, azeitonas e cebolinha em conserva. Aos domingos, não são expostos.

Ambiente: de espaço rústico, o lugar Já venceu duas vezes a categoria boteco no COMER & BEBER.

 

Elidio Bar

Número médio de petiscos: 90

Preço (quilo): R$ 95,00

O que serve: os acepipes fizeram a fama do lugar. O número de petiscos, que cresce nos fins de semana, impressiona, mas muitos deles são variações do mesmo tema. Pesque clássicos como o jiló frito.

Ambiente: não exibe mais a pinta de botecão antigo, mas o balcão chama atenção pela extensão.

 

Pompeia Bar

Número médio de petiscos: 30

Preço (quilo): R$ 129,00

O que serve: o balcão, o mais caro dos provados, já foi melhor. Antes cheia de sabor, a berinjela frita coberta de vinagrete anda meio sem graça. É melhor ficar com o alho em conserva, a salsicha e os queijos.

Ambiente: é um bar à moda antiga, com paredes azulejadas e mesas com tampo de fórmica.

 

Tiro Liro

Número médio de petiscos: 40

Preço (quilo): R$ 85,00

O que serve: não tem excesso de itens nem exagera no preço final. Tudo é fresco, distribuído entre a mesa e a vitrine refrigerada. Agradam o rosbife da casa, o lagarto bem temperado, o tremoço…

Ambiente: acolhedor, o pequeno ambiente tem chão de ladrilho hidráulico e janelões.

O campeão de VEJA SÃO PAULO: o Tiro Liro sai na frente pelo conjunto da obra — qualidade dos itens, variedade das opções e bom preço.

 

Saulo Yassuda, Fábio Galib

VOLTAR